Você recebe aquela proposta profissional para trabalhar em outro país ou você resolve, como autônomo dar uma guinada na carreira e ir para o exterior viver outros mercados profissionais?!

Carreira profissional: ok! Mas e sua aposentadoria?! Já pensou nela? Não?!

Fique calmo, estamos aqui para lhe ajudar!

Com os mercados profissionais cada vez mais aquecidos, trabalhar em outro País, deixou de ser privilégio de poucos e passou ser uma realidade para muitos, mesmo aqueles que não estão em empresas com intercâmbio de mão-de-obra especializada, trabalhar em outro país, como autônomo, também virou realidade.

Após a adaptação inicial com novo time de trabalho, residência, vizinhos e o idioma, continuar PLANEJANDO seu futuro, deve ser tido como prioridade, pois, sabemos que todo trabalho tem um ciclo a ser cumprido e, portanto, a APOSENTADORIA também deve fazer parte dele.

E quais são as vantagens de se planejar?

  • verificar tempo de contribuição;
  • poder escolher o melhor benefício previdenciário;
  • saber o valor do benefício agora;
  • projeção futura do benefício.

E aí? Analisando dessa forma, você sente segurança e tranquilidade para poder escolher, não é mesmo?!

Devemos falar em aposentadoria no meio da carreira ou somente quando ela se aproxima?

Os dois!

Muitas vezes causa estranheza falar em aposentadoria, quando se tem 30, 35 ou 40 anos de idade, mas, sabemos que PROJETOS DE LONGO PRAZO, exigem dedicação, persistência, disciplina e foco no futuro e, assim também deve ser pensado em relação ao benefício previdenciário.

Para quem já está perto de se aposentar, planejar se torna uma obrigação, principalmente quando você está em outro país, onde as regras previdenciárias são diferentes e nem sempre tão vantajosas quanto no Brasil.

Com a aproximação dos povos através do trabalho, os países também começaram a enfrentar situações como essas, que acima mencionamos, e de repente um brasileiro que mora no exterior fica doente e necessita se afastar das funções profissionais por um determinado tempo, porém, deve ser remunerado. O que fazer?

Por isso, montamos o Guia Prático da Aposentadoria para Brasileiros que residem no exterior, que pode ser baixado gratuitamente, clicando na imagem abaixo, para lhe auxiliar a encontrar alguns caminhos possíveis para o Brasileiro que reside fora do país, conquistar a sua tão sonhada aposentadoria, bem como, trará algumas dicas sobre como ter um benefício mais vantajoso.

Solicitar benefício previdenciário no Brasil ou no país em que está?

Depende! Se você estiver pagando a previdência no Brasil, como como segurado facultativo, ou se tiver regularmente inscrito no país onde está trabalhando; dar entrada no auxílio-doença, deverá ser uma tarefa menos onerosa, principalmente se você já tiver se planejado anteriormente, e isso pode ser feito com a ajuda de um profissional especializado na área previdenciária.

Outro ponto importante de entender é, que dependendo do país onde você esteja, os acordos internacionais previdenciários já firmados com o Brasil, acabam facilitando essa relação previdenciária e, então facilita o pedido feito, quando dele se necessita.

Médico – 3 Motivos para Planejar a Aposentadoria Agora!
Dentista – Como Comprovar o Seu Tempo Especial

Inscreva-se para receber nossas novidades!

Área de Interesse

Últimas postagens

Quer saber mais sobre o seu direito previdenciário?

Tire suas dúvidas com a gente!

Menu