Com atraso na concessão de mais de 2 milhões de Benefícios após a Reforma da Previdência, o Governo mobilizou 7 mil militares da reserva para auxiliar os servidores do INSS.

Segundo Rogério Marinho, Secretário Especial da Previdência e Trabalho, a convocação é necessária para agilizar os processos de concessão, que estão suspensos por falta de adequação do Sistema às Novas Regras da Previdência.

Mesmo com a medida, o INSS prevê que o atraso não será zerado, pois, novos 988 mil pedidos de benefícios previdenciários são feitos às agências do INSS todos os meses.

Prioridades

Para tentar minimizar esse atraso, o Governo dará prioridade às perícias médicas de mais 1,5 mil servidores do próprio INSS, que se encontram afastados por doenças. Essas perícias serão realizados sob escolta militar.

A Convocação dos Militares

Segundo o Governo, a convocação será voluntária. Os militares receberão treinamento entre os meses de fevereiro e março, e devem iniciar as atividades em abril.

A contrapartida da convocação será o recebimento de um adicional de 30% na reserva remunerada.

Impacto nos Cofres Públicos

A medida de convocação dos militares, custará aos cofres públicos R$ 14,5 milhões por mês. Segundo o governo o impacto será menor que o causado pela correção monetária paga aos benefícios que estão parados há mais de 45 dias.

Para quem não pode esperar

Diante da situação, a OAB se manifestou, através da Comissão de Direito Previdenciário, encaminhando ofício, e exigindo providências urgentes, pois, há uma parte da população que recebe do INSS somente um salário mínimo e esse benefício é essencial para alimentação, compra de remédios entre outras necessidades.

Para aqueles que não podem esperar, a Justiça tem sido o caminho mais eficiente, pois, pela medida tomada pelo Governo, os trabalhos deverão ser iniciados em 90 dias, e pelas estimativas teremos até lá 5 milhões de Benefícios Previdenciários na fila de espera.

Se você tiver alguma dúvida ou se quiser enviar uma sugestão/crítica ou elogio, envie uma mensagem para nós CLICANDO AQUI, que lhe responderemos em seguida.

Aposentadorias Após a Reforma não estão sendo Concedidas
Recebo Insalubridade, Meu Tempo é Especial?

Últimas postagens

Quer saber mais sobre o seu direito previdenciário?

Tire suas dúvidas com a gente!

Menu